Ação solidária empresarial já arrecadou R$ 1,1 bilhão

A participação de todos é essencial para ajudar no combate à covid-19 e quem quiser participar pode realizar doações via portal do Governo do Estado de São Paulo

A solidariedade paulista na pandemia atingiu a cifra de R$ 1,1 bilhão em contribuições até esta semana, de acordo com levantamento do governo estadual, que considera este o “maior programa de doações humanitárias criado no Brasil durante a crise do coronavírus”. O Comitê Empresarial Solidário, que coordena a iniciativa, registrou a oferta de mais R$ 103 milhões, incluindo R$ 97 milhões para o projeto de ampliação da capacidade do Instituto Butantan na produção da vacina da covid-19. O Comitê Empresarial Solidário foi constituído logo no início da crise do coronavírus para organizar as doações de entes privados e sociedade civil. São aceitas doações em dinheiro, serviços e materiais, de acordo com critérios da Secretaria de Estado de Saúde. Os recursos e serviços doados são aplicados em estratégias de contenção da pandemia.

Frase

“É um patamar inédito, jamais alcançado em um programa de doações humanitárias no Brasil em qualquer época. Um sucesso e demonstração de solidariedade do empresariado de São Paulo em relação à nossa população e um exemplo de integração de governo e da livre iniciativa” – governador João Doria, sobre os resultados do Comitê Empresarial Solidário.

Iniciativa privada

O comitê conta com a participação de 425 integrantes da iniciativa privada, e já recebeu doações de 260 empresas e entidades. O processo de recebimento das doações, entrega e aplicação dos recursos é auditado pela Pricewaterhouse Coopers Brasil, com apoio da Deloitte.

Como doar

O Estado desenvolveu uma cartilha para orientar doadores a contribuir sem a incidência de impostos. As doações em dinheiro são concentradas no Fundo Social de São Paulo. Todas as informações estão disponíveis no site https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/doacoes/. Os contatos podem ser feitos pelo WhatsApp (11) 98882-1341 ou pelo e-mail [email protected]

Fonte: JCNET.com.br.